VALOR

A publicidade aumenta o valor para o consumidor

Ao ajudar a diferenciação de cada empresa, destacando as razões que devem levar à escolha dos seus produtos ou serviços, a publicidade estimula uma saudável concorrência no mercado.

A concorrência, por seu lado, obriga as empresas a aumentarem continuamente o valor dos seus produtos para o consumidor: baixando preços, aumentando a variedade e aumentado a qualidade.

Pense como a concorrência entre fabricantes de aparelhos de TV ou telemóveis, resultou numa significativa descida dos preços desses produtos, enquanto simultaneamente aumentava a sua variedade e qualidade.

A ligação entre publicidade, concorrência e valor para o consumidor é imediata.

ESCOLHA

A publicidade promove a escolha

Roupa, seguros automóvel, computadores, férias… enquanto consumidores nunca tivemos tantas opções de escolha. Todos nós temos diferentes necessidades e gostos. Não existe um único produto que seja adequado a todos.

Em resposta a essa diversidade as empresas precisam da publicidade para nos apresentarem os seus diferentes produtos e serviços. Quando, por exemplo, vê um anúncio de uma marca de telecomunicações, ele pode:

  • Informá-lo acerca de uma baixa de preços (ex.: novos tarifários);
  • Falar-lhe de uma oferta associada a um novo equipamento (ex.: preços mais económicos para telemóveis);
  • Informa-o acerca das opções que melhor se adaptam ao seu estilo de vida (ex.: novas ofertas de serviços)

Noutras palavras, a publicidade permite às empresas apresentarem uma gama de opções que, de outra forma, não conseguiriam. Ao passar essa informação, a publicidade assegura que não precisamos de ficar pela segunda melhor opção, ou seja, podemos escolher aquilo que é verdadeiramente o melhor para nós, exercendo o nosso direito à escolha.

CRESCIMENTO

A publicidade favorece o crescimento económico

Ao contribuir para o sucesso das empresas, a publicidade tem um papel fundamental numa economia dinâmica. Empresas de sucesso criam mais emprego, pagam mais impostos e contribuem direta ou indiretamente para o crescimento económico.

Ao ajudar as empresas a ter sucesso, a publicidade desempenha um papel fundamental numa economia global dinâmica. As empresas de sucesso criam mais empregos, pagam mais impostos e contribuem diretamente para o crescimento económico.

Está provada a existência de uma relação direta entre publicidade e crescimento económico. Um recente estudo da Deloitte, foi possível criar um modelo econométrico para isolar os benefícios da publicidade para a economia europeia e para mercados individuais da UE ou países como o Japão e o Canadá.

Esse estudo quantificou que:

  • Em média 1 euro investido em publicidade gera 7 euros no PIB da UE.
  • O investimento em publicidade representa 4,6% do PIB total da UE.
    Isto significa que os 92 mil milhões de euros gastos em publicidade em 2014 na UE possam ter contribuído com 643 mil milhões de euros para o PIB.
  • Apoia a competitividade
    A publicidade contribui para um maior crescimento económico através da sua capacidade de estimular a concorrência. Ela fornece aos consumidores informações sobre produtos e serviços e ajuda a aumentar sua escolha de bens e serviços.
  • Estimula a inovação
    Isso, por sua vez, estimula a inovação, incentivando as empresas a criar produtos e serviços diferenciados, o que lhes permite superar seus concorrentes não apenas na UE, mas em todo o mundo.
EMPREGO

A publicidade cria emprego

A publicidade é uma grande fonte de emprego fornecendo quase 6 milhões de empregos na UE.

  • 16% de empregos na produção de publicidade. Em primeiro lugar, há pessoas empregadas diretamente na produção de publicidade. Esses empregos representam 16% da totalidade dos 5,8 milhões de empregos gerados pela publicidade.
  • 10% de postos de trabalho nos media e serviços on-line. Em segundo lugar, existem empregos criados nos media e negócios on-line que são financiados por publicidade, incluindo jornalistas e produtores de conteúdos, e pessoas que trabalham nos meios Outdoor ou TV.
  • 74% de empregos criados na economia em geral. Finalmente, existem os empregos criados em larga escala na economia, que vão desde trabalhos de vendas até outras funções de apoio ao negócio da publicidade como a hotelaria. Esta área também inclui funções criadas pela publicidade.

A publicidade financia os media e os serviços de Internet

  • Notícias e entretenimento a um custo reduzido ou grátis. A publicidade financia um ambiente de media diversificado, independente e pluralista.
    Sem publicidade, muitos dos meios de comunicação social mundiais, tal como os conhecemos, não existiriam ou seriam muito mais caros.
  • Uma internet mais acessível. Na internet, a publicidade financia em grande parte os serviços gratuitos que as pessoas em toda a Europa usam, com pouco ou nenhum custo. Por exemplo, cerca de 70% dos cidadãos da UE usam regularmente serviços de e-mail, enquanto todos os segmentos da população têm acesso às redes sociais.
  • A Europa sem publicidade seria mais pobre, menos informada e menos competitiva. A publicidade tem importância para o emprego, a inovação, a cultura e o entretenimento, e apoia a pluralidade dos meios de comunicação, que são fundamentais para a liberdade democrática. Os benefícios são universais e percorre todo o tecido social.

A publicidade financia o desporto e a cultura

A publicidade e o patrocínio desempenham um papel fundamental ao permitir a existência de eventos tão pequenos como os campeonatos desportivos regionais ou tão grandes como os Jogos Olímpicos e o Campeonato do Mundo de Futebol da FIFA

Os orçamentos de marketing das companhias são também quem, maioritariamente, subsidia a transmissão desses eventos para uma audiência mundial.

Nas artes, os patrocínios subsidiam e pagam as maiores exposições nacionais  ou internacionais, ou os grandes espetáculos de teatro ou ópera.

Os patrocínios também financiam equipas desportivas, eventos culturais locais ou regionais e ainda potenciais revelações do mundo artístico.

“Sem publicidade não existiriam Jogos Olímpicos”, Michael Payne, que foi Director de Marketing do Comité Olímpico Internacional

Marketing social para uma sociedade melhor

logo_apavEm todo o Mundo, a publicidade enquanto serviço público, provou ser a forma mais eficaz de dar a conhecer a SIDA, de promover a poupança de energia, de combater a violência doméstica ou de reduzir as mortes na estrada pela utilização dos cintos de segurança.

Muitos dos governos nacionais estão entre os maiores anunciantes. Nos últimos anos o governo inglês tem investido de forma consistente mais dinheiro em publicidade do que todos os outros anunciantes do país, com excepção de duas empresas, tendo atingido em 2007 o segundo lugar1.

Também as empresas têm utilizado a publicidade para comunicar alterações sociais e comportamentais. Elas estão cada vez mais conscientes que, para além de vender marcas e ideias, a publicidade pode ser utilizada para mostrar como é que elas podem fazer a diferença.

Os consumidores da marca Ariel da Procter & Gamble, no Reino Unido, reduziram em 41% a energia utilizada, como resultado da Ariel Cool Clean, que encoraja os consumidores a lavarem a 30ºC sem qualquer redução nos resultados da limpeza. Numa família de quatro pessoas estes resultados representaram uma poupança de 43kgs de CO2 libertados anualmente para a atmosfera – o equivalente a conduzir durante 240kms.

1 Advertising Age, 21 Annual Global Marketers report; Nielsen Media Research

ONDE ESTAMOS

APAN – Associação Portuguesa de Anunciantes
Av. da República, 62F – 6º 1050-197, Lisboa
Telefone: +351 21 796 96 92
Fax: +351 21 793 85 76
Email: apan@apan.pt

CONTACTE-NOS